Belo Horizonte em três dias – o que conhecer?

O que conhecer em Belo Horizonte em 3 dias

Ah, Belo Horizonte é aquela mistura de aconchego e infraestrutura, gastronomia e criatividade, além de diversidade e hospitalidade! Por esse motivo, a cidade passou a integrar o catálogo de Patrimônios Culturais da Humanidade em 2016, título concedido pela Unesco ao Conjunto Moderno da Pampulha.

Mas BH não tem só muita história, cultura e comida boa não! A capital mineira também serve como base para conhecer outras cidades do estado, igualmente ricas em história! Desse modo, quem vai para Congonhas (a cerca de 80 km) ou Mariana (a cerca de 117 km) pode fazer bate e volta tranquilamente.

Cidade jovem, Beagá foi inaugurada no apagar das luzes do século XIX, entre as Serras do Curral e de Contagem. Com clima ameno e localizada no centro do ente federativo, ela se destaca ainda pela contribuição artística ao país, visto que nomes como Carlos Drummond de Andrade e Ciro dos Anjos aí residiram.

Três dias podem parecer pouco para conhecer um lugar com tanta efervescência e, de fato, é. No entanto, considere como uma visita exploratória e, em seguida, planeje novos retornos.

E, caso queira, aproveite para ler outros artigos sobre outras capitais do Brasil e do mundo:

Berna, um dia de passeio na capital da Suíça

Cidade de Praia, história e beleza e belezas

Florianópolis, conheça a Ilha da Magia de Norte a Sul

DIA#1 – City tour com as melhores atrações de Belo Horizonte

Inegavelmente, há uma vantagem em fazer o city tour logo no primeiro dia, pois é uma boa forma de conhecer as principais atrações da cidade. Inclusive, nas cidades em que há aqueles ônibus hop on hop off, eu recomendo. Até mesmo para ter uma noção melhor da distância entre os pontos turísticos.

A seguir, eu listo alguns dos lugares imperdíveis para o seu primeiro dia em Belo Horizonte.

Praça do Papa

Atração imperdível em BH - Praça do Papa

Sem dúvida, a Praça do Papa é uma atração imperdível em BH

Situada no bairro Mangabeiras, próximo à região central e bem pertinho do Parque das Mangabeiras, chegamos à Praça Israel Pinheiro. “Mas, Norma, não era a Praça do Papa?”, já entendo a sua confusão.

Ela ficou conhecida por esse nome depois que o Papa João Paulo II celebrou uma missa no local em 1980. E dizem que ele se encantou com a vista a partir do lugar – mais um motivo para você ir conhecer! Também, não é para menos, já que a bem arborizada praça fica em um ponto alto e dá para ver boa parte da cidade de lá.

Agora, se você está achando pouco, saiba Mangabeiras é um dos bairros nobres de Belo Horizonte. Por isso, não se espante se passar por mansões muito chiques. Inclusive, a Residência Oficial do Governador encontra-se aí.

Igualmente interessante é reservar um tempo para ir à noite. Além do espetáculo das luzes da cidade, há barraquinhas com vários tipo de comes & bebes. Ainda por cima, muitos casais de namorados aproveitam o clima romântico do lugar que conta com policiamento.

Atração imperdível em BH - Praça do Papa

A Praça do Papa fica perto de outro ponto turístico: o Parque das Mangabeiras

A partir da praça, subimos andando até a entrada Sul do Parque das Mangabeiras. Dessa forma, a caminhada foi bem agradável, pois fomos margeando a bela Serra do Curral até a entrada do Parque.

Atrações imperdíveis em BH: Praça do Papa e Parque das Mangabeiras

Em seguida, fomos caminhado da Praça do Papa ao Parque Mangabeiras

Parque das Mangabeiras, em BH, suas atrações e mirantes

O Parque das Mangabeiras em Belo Horizonte tem mirantes incríveis

Em resumo, a visita ao Mirante do Parque das Mangabeiras tem que estar no seu roteiro

Em seguida, na chegada ao Parque, descobrimos que o acesso estava sendo feito com agendamento – conto logo abaixo. Felizmente, conseguimos acessar o site e fazer o agendamento.

Fique atento pois, durante o período da pandemia de COVID, a visita a esse e demais parques de BH está acontecendo com agendamento prévio no site da Prefeitura de Belo Horizonte, clique aqui.

Estrutura do Parque

Parque Mangabeira - Atração imperdível em BH

Estrutura logo na entrada do Parque

Não é à toa que cerca de 15 mil pessoas visitem este parque por mês! Afinal, quadras de peteca, tênis e poliesportivas, além de pista de skate, brinquedos e atividades culturais são algumas das atrações.

Parque Mangabeira - Atração imperdível em BH

Estrutura da entrada do Parque Mangabeiras

Sem contar a grande atração principal: o contato com a natureza. Projetado pelo paisagista Roberto Burle Marx, o parque localizado ao pé da Serra do Curral tem área de 2,4 milhões de m², bem como 59 nascentes do Córrego da Serra. E o clima é ameno, uma vez que o Parque das Mangabeiras está a uma altitude de 1.000 a 1.300 metros.

Sua flora é bastante diversificada. Desse modo, há áreas tanto com características do cerrado como da Mata Atlântica. E, sem dúvida, os animais também são variados.

Parque Mangabeira - Atração imperdível em BH

Além de tudo, a rica Flora do Parque das Mangabeiras faz a visita valer a pena

Roteiros dentro do Parque das Mangabeiras

Há ainda rotas especiais para cada uma das diferentes atividades. Da Mata, das Águas e do Sol: é só escolher o que se quer fazer e seguir a sinalização!

Parque Mangabeira - Atração imperdível em BH

A saber, há três rotas para os visitantes no Parque das Mangabeiras

Mas ainda mais especial é a vista do Mirante do Parque das Mangabeiras. De lá, é possível ter a melhor vista panorâmica de Beagá. E nem preciso dizer que eu recomendo que você vá mais no final da tarde para ver o pôr do sol, não é mesmo?

Parque Mangabeira - Atração imperdível em BH

Principalmente, é apaixonante passear pelas trilhas do Parque das Mangabeiras

Todavia, quando fomos visitar o parque, o Mirante principal estava interditado por conta da pandemia. Entretanto, descobrimos que dentro do Parque tinha outro mirante aberto, o Mirante da Mata. Além de haver diversos pontos para admirar a beleza dos arredores do Parque.

O Parque das Mangabeiras em Belo Horizonte tem mirantes incríveis

Por isso, temos diversas vistas incríveis dentro do Parque

Principalmente, aproveitamos para fazer trilha no parque e aproveitar tanto a natureza como a paz que aquele lugar oferece.

Parque Mangabeira - Atração imperdível em BH

Indicações dos roteiros no Parque Mangabeiras

Dicas de acesso

Há três possibilidades de acesso ao Parque das Mangabeiras:

  • A Portaria Norte, que fica na Praça Cidade do Porto, 100, Bairro Serra;
  • Já a Portaria Caraça está localizada na Rua Caraça, 900, Bairro Serra.
  • E ainda a Portaria Sul, localizada na Av. José do Patrocínio Pontes, 580, Bairro Mangabeiras.

Chegamos pela Portaria Sul e descobrimos que, na verdade, são duas portarias. Logo, como fomos andando, após a  primeira portaria caminhamos mais 300 metros até a portaria principal.

No entanto, caso esteja de carro, o melhor é seguir até a portaria principal que tem estacionamento no local.

Parque Mangabeira - Atração imperdível em BH, acesso Sul

Portaria Principal – Parque Mangabeiras – Acesso Sul

E, se você alugar um carro, baixe o aplicativo “Rotativo Digital BH” (disponível para Android e iOS). Como o estacionamento integra o sistema rotativo digital da BHTrans, isso irá facilitar sua vida.

Funcionamento do Parque Mangabeiras

Por fim, dê atenção ao horário de funcionamento: de terça-feira a domingo, das 8h às 17h. E a entrada é gratuita.

Além disso, em períodos normais, existe um sistema de transporte com micro-ônibus que faz a circulação dentro do parque. Porém, por conta da pandemia, não estava funcionando. Mas, ainda assim, conseguimos uma carona no nosso retorno da caminhada do mirante para a portaria.

Parque Mangabeira - Atração imperdível em BH

Sistema de transporte interno Parque Mangabeiras

Praça da Liberdade

Atração imperdível em BH - Praça da Liberdade

A beleza da incrível Praça da Liberdade BH

Com ou sem city tour, inclua um passeio à Praça da Liberdade no seu roteiro. Não só vai lhe render boas fotos (é um dos cartões postais de BH), como é o maior conjunto integrado de cultura do Brasil.

As fotos você vai tirar nos jardins que têm inspiração simplesmente nos jardins do Palácio de Versalhes. Já pensou num jardim francês em plena região sudeste do Brasil? Pois é, flores, gramado, fontes de água e coreto formam o cenário ideal para os seus cliques. Se for num dia de céu azul, então, melhor ainda!

Atração imperdível em BH - Praça da Liberdade

Além de tudo, a Praça da Liberdade tem um belíssimo coreto

Atração imperdível em BH - Praça da Liberdade

Praça da Liberdade e seus maravilhosos jardins

Além disso, o entorno da praça é conhecido como “Circuito Liberdade”. Desse modo, os antigos prédios públicos passaram a abrigar museus, espaços interativos, biblioteca, planetário etc. No total, 17 prédios fazem parte do complexo, mas nem todos são visitados por turistas.

Alguns prédios em destaques na Praça da Liberdade em Belo Horizonte:

  • Espaço do Conhecimento UFMG – tem exposições permanentes, mas a grande atração é o terraço astronômico para observar o céu com ajuda de equipamentos e orientações de especialistas em astronomia;
  • Casa FIAT de Cultura – mantida pelas empresas do Grupo Fiat, o que mais atrai visitantes é o Painel de Cândido Portinari com a representação da mudança da capital mineira de Ouro Preto para BH;
  • Museu das Minas e do Metal – também conhecido como “Prédio Rosa da Praça da Liberdade”, vale visitar só por conta da impressionante fachada com pedras de calcário corado.
Atração imperdível em BH - Praça da Liberdade

Praça da Liberdade – Museu das Minas e Metal

E tem também o famoso edifício Niemeyer.

Atração imperdível em BH - Praça da Liberdade

Além disso, tem o incrível Edifício Niemeyer

Por último, o melhor é que o movimento é sempre intenso nessa praça, já que é um dos locais mais visitados em BH. Turistas, moradores se exercitando e músicos com instrumentos são alguns dos personagens que você irá encontrar.

Mercado Central de Beagá

Atração imperdível em BH - Mercado Central de BH

Mercado Central de BH

Localizado no Centro de Belo Horizonte, o mercado foi eleito pela revista de bordo “TAM nas Nuvens” como um dos 10 melhores do mundo, ficando apenas atrás de Mercat de la Boqueria (Barcelona) e Borough Market (Londres).

Com certeza, é um lugar onde você encontra o que a cultura mineira tem de mais tradicional. Ponto de encontro dos locais e destino turístico de muitos, temperos, aromas, sabores, crenças e cores marcam presença nesse lugar desde 1929.

Mais de 400 lojas vendem os mais variados produtos neste mercado que tem 14.000 m² de terreno. E o melhor: é possível fazer uma visita guiada gratuita. Porém, é preciso agendar com antecedência.

Acima de tudo, para mim, o destaque vai para as famosas cachaças mineiras e o igualmente famoso queijo mineiro. Lá tem uma variedade imensa e eu não resisti: comprei! Especialmente o queijo Minas e o Serra da Canastra, saí carregada… kkkk

Separei algumas das lojas que você não pode deixar de conhecer:

  • Tradicional Limonada Mercado Central – famoso e muito procurado pelos frequentadores, é ainda mais irresistível em dias quentes;
  • Padaria Du Pain – amantes de um bom pão e croissant não podem dispensar uma parada nessa charmosa padaria artesanal;
  • Dona Diva Café e Quitandas – porque você não pode ir a Minas e não comer pão de queijo e bolo de fubá com queijo canastra;
  • Casa Cheia – é um dos mais tradicionais do mercado e aqui você encontra o que há de melhor na culinária mineira;
  • Rei do Berrante – ideal para quem gosta de comprar artesanato como lembrancinha, especialmente as famosas bonecas namoradeira, beijoqueira, fofoqueira e barraqueira.

Além disso, o Mercado Central conta com o espaço Cozinha Escola. Em parceria com a mineira Itambé, o local destina-se ao ensino de receitas saudáveis e saborosas. Assim, toda semana há aulas gratuitas de culinária. Se interessou? Se informe no site oficial.

Já o funcionamento é de segunda a sábado, das 8h às 18h, e das 8h às 13h em domingos e feriados.

Conhecer a Igreja de São José

Arquitetura da Igreja São José em BH

Como eu descobri a Igreja São José

Também no centro de Belo Horizonte, a Igreja São José é uma das construções mais antigas da jovem capital mineira. Dedicada ao pai terreno de Jesus, os momentos mais importantes de sua vida são retratados no interior da igreja.

Preparei um texto especial sobre essa igreja que você pode ler abaixo:

Igreja São José, ponto turístico imperdível em BH

Museus em Belo Horizonte

Belo Horizonte pode ser jovem, mas já tem muita história para contar. Aliás, não é só a história de Minas Gerais que tem lugar reservado nos museus, pois a arte tem sua importância!

Selecionei três para falar sobre, sendo que recomendo que você também faça sua pesquisa para encontrar o que mais interessar. Além disso, dois deles ficam no já citado “Circuito Liberdade” no entorno da Praça da Liberdade.

O Memorial Minas Gerais Vale tem como principal marca a interatividade. Ao todo, 31 espaços são dedicados a exposições e convivência, com destaque para o patrimônio cultural e histórico mineiro. Além de retratar o ciclo do ouro e a evolução de BH, também reverencia importantes nomes do estado como Guimarães Rosa, Drummond e Sebastião Salgado.

Inaugurado em 1930 como Secretaria de Justiça, o Centro Cultural Banco do Brasil Belo Horizonte (CCBB) é tido como um dos mais visitados da cidade. O prédio já foi tombado pelo Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico de Minas Gerais e, realmente, sua arquitetura impressiona.

Atração imperdível em BH - Praça da Liberdade

Logo, não deixe de conhecer alguns dos museus de BH, como o Centro Cultural Banco do Brasil

O CCBB recebe importantes exposições temporárias, mas seu maior charme é mesmo o Café com Letras – visite!

Por último, o Museu de Artes & Ofícios é o primeiro no Brasil completamente dedicado ao tema do trabalho, das artes e ofícios. Seus 9.000 m² de área encontram-se no terreno da antiga estação de trem de Belo Horizonte. Através de recursos visuais, o visitante percorre a história das relações sociais do trabalho no Brasil nos últimos três séculos.

Almoçar em um Restaurante de Comida Mineira

Tutu, feijão tropeiro, frango ao molho pardo: a culinária mineira é famosa e há um bom motivo para isso! É, em resumo, uma boa mistura de simplicidade com afeto e história. Milho, couve, mandioca, café e as carnes de porco e de galinha têm destaque.

Como para mim viajar é sinônimo de viver um pouquinho outras realidades, eu não dispenso uma pedida local! Aliás, eu já procuro saber delas antes de embarcar!

Por isso, vou deixar aqui duas sugestões de restaurantes tradicionais mineiros em BH:

  • Dona Lucinha, no Savassi – Rua Padre Odorico, 38;
  • Xapuri, na PampulhaRua Mandacaru, 260, Bairro Trevo – Pampulha.

Assim, depois você me conta qual escolheu ou qual gostou mais!

Eu visitei o Dona Lucinha e fiquei encantada com o ambiente, o atendimento e, especialmente, a comida mineira perfeita.

Conjunto Arquitetônico da Pampulha em Belo Horizonte

O maravilhoso conjunto arquitetônico da Pampulha - Igreja de São Francisco de Assis

Sobretudo, você deve conhecer a Capela de São Francisco de Assis na Pampulha

Você pode até nunca ter ido a Belo Horizonte, mas, sem dúvida, conhece a Lagoa da Pampulha só de ter ouvido falar sobre a cidade! Ela não é apenas o principal cartão postal da cidade, como também detém o título de Patrimônio Mundial da Humanidade.

Juscelino Kubitschek, quando foi prefeito na década de 40, encomendou algumas obras ao arquiteto Oscar Niemeyer. Se a ideia era investir em obras públicas para melhorar e embelezar a cidade, o Complexo da Pampulha é a prova de que deu certo!

O maravilhoso conjunto arquitetônico da Pampulha

Além disso, tem ainda a linda Lagoa da Pampulha

Muitos consideram a Igreja de São Francisco de Assis a obra-prima do conjunto. Certamente, é um bom exemplo da marca registrada de Niemeyer: formas ousadas, inusitadas e marcantes.

Já o Museu de Arte da Pampulha (MAP) foi inicialmente um cassino. Até que a jogatina se tornou ilegal e, então, o espaço virou um museu. Hoje, possui acervo com mais de 1.600 obras, dentre elas, mostras da Arte Contemporânea brasileira com variadas tendências artísticas.

A Casa do Baile, por outro lado, foi desativada com o fim dos cassinos. Só voltou a funcionar em 2002, após restauração, convertendo-se em um Centro de Referência de Arquitetura, Urbanismo e Design. O restauro incluiu o projeto de paisagismo original idealizado por Burle Marx.

O Iate Tênis Clube lembra um barco adentrando as águas da lagoa e seus jardins também foram projetados por Burle Marx.

Por fim, a Casa Kubitschek foi projetada na década de 40, a princípio, para ser a residência de fim de semana de Juscelino Kubitschek. Atualmente, entretanto, abriga um espaço cultural e um museu com objetos da época.

Finalizar a noite em um barzinho na Savassi

Savassi é um bairro bem badalado de Belo Horizonte. Assim, se você quer saber para onde os belo-horizontinos vão à noite, esse é o seu destino. Bares e pubs despojados com mesas na rua e restaurantes com comida típica e do mundo todo são as grandes atrações aqui.

Bairro de classe alta da zona centro-sul de BH, ele ganhou esse nome graças à padaria do italiano Amilcare Savassi nos anos 30. Para facilitar, sua localização tem acesso às principais vias da cidade, além de ficar a uma pequena distância da linha do metrô. É bem perto, por exemplo, da já citada Praça da Liberdade.

Redentor Bar, Duke’n’Duke e Cabernet Butiquim são apenas algumas opções. Porque a verdade é que você pode dar uma caminhada e escolher o lugar que for mais aprazível para você.

DIA#2 – Bate e volta a Inhotim a partir de BH

Instituto Inhotim - Brumadinho MG, Um lindo jardim botânico e Centro de Arte Contemporânea

Inhotim MG – Foto cedida por Deyse do Blog Expedições em Família

Distante cerca de 60 km de BH, na verdade, o Instituto Inhotim fica no município de Brumadinho. E vou logo ressaltando que o lugar é não só Jardim Botânico, como também Centro de Arte Contemporânea!

Instituto Inhotim - Brumadinho MG, Um lindo jardim botânico e Centro de Arte Contemporânea

Inhotim MG – Foto cedida por Deyse do Blog Expedições em Família

Assim, em meio a flores, lagos e bancos de madeira, encontramos galerias de arte. Desse modo, não há outra maneira de conhecer que não seja caminhando.

Fotos de Inhotim cedidas por Sylvia do Blog: Lugares de Memoria

Aliás, há visita guiada gratuita para grupo de até cinco pessoas. Se você quiser saber mais sobre a arte e a botânica de Inhotim, então não deixe de se inscrever na recepção.

A dica é comprar o bilhete com antecedência para agilizar a entrada. Desta maneira, você terá mais tempo para aproveitar o passeio. Inclusive, você pode até mesmo comprar o transporte interno realizado com carrinhos elétricos por rotas pré-determinadas antecipadamente.

Outra coisa que preciso avisar de antemão: você não vai conseguir conhecer tudo em um único dia. Por isso, eu sugiro que você navegue pelo mapa interativo antes de ir. Com isso, será mais fácil estabelecer uma rota que contemple o que você deseja ver.

Definitivamente, o lugar é convidativo para um piquenique, mas saiba que isso é proibido. Entretanto, há opções de refeição e lanches rápidos para os variados gostos e bolsos em Inhotim.

Como chegar a Inhotim?

Para quem viaja de carro ou gosta de alugar (nossa sugestão é sempre fazer negócio com a Rentcars), uma opção é a BR-381 no sentido de Contagem, Betim e São Paulo. Passado o posto da Polícia Rodoviária Federal, entre na Rodovia MG-040 na altura da saída do km 501. Em seguida, siga as placas Inhotim/Brumadinho por aproximadamente 25km.

Outra opção, também com veículo próprio, é a BR-040. Basta passar por Retiro do Chalé ou Piedade do Paraopeba e acompanhar a sinalização.

Agora, se sua intenção é recorrer ao ônibus, há um que sai da rodoviária no centro de BH de terça a domingo. A viagem dura cerca de 2h e o destino final é o estacionamento do Inhotim. Para mais informações, consulte a Viação Saritur, empresa responsável pelo trajeto.

Por fim, há a possibilidade de fazer uso do serviço de van. O veículo sai do Hotel Holiday Inn Savassi em dias determinados, além de ser preciso fazer reserva com antecedência. E, claro, também é possível fazer os trajetos de ida e volta com uma agência de viagens local.

Uma última informação valiosa: Inhotim fecha às segundas-feiras. Logo, programe sua ida para os outros dias da semana.

Dia 3#– Bate e volta a Ouro Preto

Atração Imperdível - Ouro Preto - Um bate e volta a partir de Belo Horizonte

Ouro Preto – Foto cedida por Deyse do Blog Expedições em Família

Já os apaixonados por história não podem deixar de conhecer Ouro Preto, antiga capital de Minas Gerais. Fundada no século XVIII, chegou a ser a cidade mais populosa da América Latina no auge do ciclo do ouro.

Distante cerca de 100 km de Belo Horizonte, Ouro Preto é ainda famosa por concentrar o maior conjunto de arquitetura barroca do Brasil. Assim, a cidade tem sabido se reinventar nos últimos anos: turismo histórico e ecológico, indústrias de metalurgia e mineração e até mesmo centro educacional de ensino superior!

Ouro Preto foi também cenário de um importante episódio da história nacional: a Inconfidência Mineira. Por isso, uma parada na Praça Tiradentes, onde a cabeça do mártir do movimento foi exposta, é obrigatória. E você ainda pode estender sua permanência por ali conhecendo tanto o Museu da Inconfidência como o Museu de Ciência e Técnica.

Igualmente, quem viaja de carro pode contar com uma boa estrada. Portanto, o melhor trajeto é pegando a BR-356 e a viagem deve durar 2h.

Também há ônibus saindo da rodoviária na região central de BH todos os dias, de 1h em 1h. A Viação Pássaro Verde é a responsável pelo trajeto.

Além disso, sugiro que você visite uma lojinha de souvenir e adquira algo feito em pedra sabão. Como o material é típico da região, então você terá algo para se lembrar sempre da sua viagem.

Igrejas de Ouro Preto

Atração Imperdível - Ouro Preto - Um bate e volta a partir de Belo Horizonte

Ouro Preto – Foto cedida por Deyse do Blog Expedições em Família

Sem dúvida, estando em uma cidade histórica, a tradicional visita às igrejas é obrigatória – especialmente para conferir alguns dos trabalhos de Aleijadinho. Apenas dê atenção ao fato de que muitas delas cobram uma taxa na entrada.

Desse modo, selecionei algumas que você não pode deixar de conhecer:

  • Igreja São Francisco de Assis – a mais famosa igreja de Ouro Preto também está localizada na Praça Tiradentes. Inclusive, seu toque barroco foi enriquecido pelo trabalho de artistas como Aleijadinho e Mestre Ataíde;
  • Igreja Nossa Senhora das Mercês e Misericórdia – a construção é  até simples, mas a vista é tão espetacular que muitos noivos usam sua escadaria como cenário para fotos de casamento;
  • Igreja de Nossa Senhora do Carmo – obra de mais uma parceria de Aleijadinho e Mestre Ataíde, conta ainda com a contribuição portuguesa dos azulejos azuis na parte central das torres;
  • Basílica de Nossa Senhora do Pilar – o projeto inicial foi feito em madeira, porém, depois da reconstrução no século XVII, sua arquitetura passou a ter 400 kg de ouro (sim, você leu corretamente!);
  • Igreja Nossa Senhora da Conceição – foi uma das primeiras igrejas construídas em Ouro Preto e hoje abriga o Museu do Aleijadinho, além de ser o local da sepultura de seu pai, o arquiteto e mestre de obras Antônio Francisco Lisboa.

Com toda certeza, você irá se deliciar com as maravilhas da culinária mineira em Ouro Preto. É possível encontrar lombo com tutu, frango com quiabo, costelinha e outras delícias especialmente nas ruas do Centro Histórico – notadamente, as ruas Direita e São José.

Sem dúvida, cardápios e preços variam a cada estabelecimento, pois não apenas a culinária mineira é contemplada e há ainda opções de PF ou a la carte. Portanto, você não terá maiores dificuldades, apenas basta dar uma caminhada.

Como chegar a Belo Horizonte

Por certo, a entrada mais conhecida de Belo Horizonte é o Aeroporto Internacional Confins. Localizado em Confins, a 40 km do centro de BH, talvez não seja o mais prático por conta da distância, mas é o que recebe voos das principais cidades brasileiras.

O trajeto de ao menos 1h até a capital pode ser feito de carro, seja em veículo alugado, táxis credenciados ou Uber. Além disso, há os ônibus da Conexão Aeroporto com rota para pontos específicos do centro de Belo Horizonte.

Já o Aeroporto da Pampulha, a apenas 10 km do centro de BH, recebe apenas aeronaves de pequeno porte. Em geral, são voos que ligam a capital a outras cidades mineiras.

Se você prefere o meio terrestre, saiba que Minas é o estado brasileiro com a mais extensa malha rodoviária do Brasil. Assim, as principais estradas de acesso são a BR-040 (vindo do Rio de Janeiro e de Brasília), a BR-381 (vindo de São Paulo) e a BR-262 (vindo do Espírito Santo).

Para quem mora em cidades próximas, o ônibus é uma boa opção. Especialmente porque a rodoviária de BH está bem no centro da cidade e oferece fácil acesso às principais regiões hoteleiras.

Além do mais, o bom de BH é ser um destino para o ano todo. Como as temperaturas não são extremas, o grande lance é buscar uma promoção de voo vantajosa. Inclusive, você pode procurar evitar os meses de novembro, dezembro e janeiro, por serem mais chuvosos, para aproveitar mais o tempo ao ar livre.

Mas a dica de ouro é realmente se programar para ir entre os meses de abril e maio, quando acontecem os festivais Comida di Buteco e Botecar. Assim, você curte o que os bares e botecos de Beagá têm de melhor: boa comida e cerveja gelada!

Onde se hospedar e comer em BH

A verdade é que três regiões centrais e próximas concentram as principais opções de hospedagem em Belo Horizonte: Savassi, Centro e Lourdes. Além do mais, é também nesses bairros que as principais atrações turísticas, bares e restaurantes da cidade se encontram. E a locomoção entre eles também é fácil.

Por isso, procure reservar a sua hospedagem em um desses lugares – e o booking.com tem sempre boas ofertas! Só não leve muito em consideração a proximidade ou não com o metrô, já que ele não atende bem a região do turismo em Beagá.

Embora seja bastante buscada pelos turistas, a Pampulha não tem tantas opções de hospedagem quanto os bairros que já mencionei. E, ainda que o Complexo da Pampulha seja uma importante atração turística, o conjunto está distante dos demais pontos de turismo da cidade.

Enfim, Belo Horizonte é aquele destino que não costuma lotar e ainda sai mais em conta que outras capitais brasileiras. Com efeito, tem muita história e cultura, além de boas arquitetura e culinária. Sem contar que também serve de base para bate e volta a cidades próximas. Logo, eu recomendo muito uma viagem para este destino!

Leia também os artigos sobre outras capitais do Brasil e suas atrações.

João Pessoa: o que conhecer

Palmas: O que conhecer na Capital do Tocantins

 

Veja minhas visitas a museus pelo mundo:

Se for viajar, veja esses posts com dicas para planejar sua viagem:

Em seguida, baixe meus e-Books gratuitos:

E book - 10 dicas para arrumar sua mala de viagem
E book check list de viagem

Encontre sua hospedagem

Reserve aqui o seu carro

Compre ingressos sem fila

  • E, para viajar com tranquilidade, faça seu SEGURO VIAGEM com a SEGUROS PROMO.
Seguro Viagem: Brasil
GTA BRASIL 18 GTA BRASIL 18 Assistência médica R$ 18.000 Bagagem extraviada R$ 600 (COMPLEMENTAR) R$ 5/dia*
AC 15 BRASIL AC 15 BRASIL Assistência médica R$ 15.000 Bagagem extraviada R$ 500 (COMPLEMENTAR) R$ 5/dia*
AC 15 BRASIL +COVID19 AC 15 BRASIL +COVID19 Assistência médica R$ 15.000 Bagagem extraviada R$ 500 (COMPLEMENTAR) R$ 7/dia*
  • Enfim, COMPRE tudo que vai precisar para a sua VIAGEM na AMAZON.COM.

22 de janeiro de 2021

Sobre Mim

Sou uma viajante apaixonada pelo mundo. Trabalhei 30 anos no ramo financeiro e hoje me realizo como microempresária e criadora de conteúdo de viagem. Como viajante, conheço 42 países e 20 estados brasileiros. Meu propósito nas redes sociais, é compartilhar minha experiência e aprendizado de viagem e de vida, com meus clientes e seguidores, com o objetivo de ajudar a todos a realizarem os seus sonhos de viagem.

De Onde Sou

El Quarto

Seguros Promo

Passagens Promo

Ofertas

ADS

Seguros Promo

Seguro Viagem: Europa
AC 35 EUROPA AC 35 EUROPA Assistência médica EUR 35.000 Bagagem extraviada EUR 1.200 (COMPLEMENTAR) R$ 16/dia*
AC 60 EUROPA AC 60 EUROPA Assistência médica EUR 60.000 Bagagem extraviada EUR 1.200 (COMPLEMENTAR) R$ 17/dia*
CORIS 30 EUROPA BASIC +COVID19 (EXCETO EUA) CORIS 30 EUROPA BASIC +COVID19 (EXCETO EUA) Assistência médica EUR 30.000 Bagagem extraviada EUR 1.000 R$ 23/dia*

Amazon.com

ADS

Ofertas

Gostou da viagem? Deixe um comentário sobre a experiência!

22 Comentários

  1. Cintia Grininger

    Que vontade de viajar! Já há algum tempo planejo passar uns dias em Belo Horizonte, achei seu roteiro perfeito!

    Responder
    • Norma

      BH é uma cidade deliciosa. Vale a pena visitar. Via mesmo.

      Responder
  2. Deyse

    Oi Norma, eu estou verdadeiramente encantada e emocionada com a sua forma de escrever sobre a minha cidade e arredores. Fico feliz de saber que você gostou da minha capital preferida. Seu roteiro do que conhecer em Belo Horizonte em três dias está perfeito! Dá pra conhecer o essencial da cidade . Amei!!!

    Responder
    • Norma

      Oh Deyse, que retorno delicioso. Vindo de você, que mora em BH, ficou muito feliz. Gostei mesmo e fiz questão de relatar isso com muito carinho. Obrigada a você.

      Responder
  3. Sylvia Leite

    Super completa sua postagem sobre Belo Horizonte, incluindo um bate-volta para Inhotim e outro para Ouro Preto. Morei dois anos em Beagá e você me deixou com saudade daquela época. Obrigada por me trazer tão boas lembranças..

    Responder
    • Norma

      Que maravilha Sylvia, que bom que gostou. Obrigada a você.

      Responder
  4. Letícia

    Amei seu post, Norma! Adorei saber o que conhcer em Belo Horizonte em três dias! É uma capital do Brasil que eu ainda não coneço e adorei as suas fotos! Adorei também as opções de bate e volta! As vezes a gente acha mesmo que já viu tudo no lugar e é sempre bom saber de uma cidade próxima com boas atrações! Adorei!

    Responder
    • Norma

      Obrigada Leticia. è um roteiro rápido, para quem, assim como eu, gosta de ver tudo na primeira vez…. kkk

      Responder
  5. Fabíola Moura

    Roteiro super bem aproveitado, deu pra fazer muita coisa em apenas três dias em Belo Horizonte. Gostei que a proposta ainda incluiu Inhotim e Ouro Preto, contemplou ótimas atrações de Minas.

    Responder
    • Norma

      Obrigada Fabíola. O estado de Minas é incrível e tem muito para ver. Quis fazer um roteiro rápido para quem tem pouco tempo em BH. E Acho Inhotim e Ouro Preto imperdíveis.

      Responder
  6. Hebe

    Norma seu post sobre o que conhecer em Belo Horizonte em 3 dias, está perfeito. Em Abril estarei por lá e vou usar seu post de guia. kkkk 🙂

    Responder
    • Norma

      Oi Hebe, obrigada. Se precisar de mais informações, é só perguntar.

      Responder
  7. VICTORIA

    Ainda não acredito que nunca visitei Belo Horizonte! Mas com essas dicas deu mais vontade, principalmente com as fotos do Mangabeiras.

    Responder
    • Norma

      Oi Victoria. tem que conhecer BH mesmo. Uma cidade que vale a pena a visita.

      Responder
  8. Daniela Schneider

    Definitivamente preciso voltar a BH! Adorei as suas dicas do que fazem em 3 dias em Belo Horizonte, principalmente Inhotim que sou doida para conhecer!

    Responder
    • Norma

      Realmente Inhotim é um destino imperdível. Precisa voltar mesmo.

      Responder
  9. Angela Martins

    Eu adorei seu roteiro de 3 dias the ara conhecer minha cidade. Belo Horizonte é cheia de encantos!

    Responder
    • Norma

      Sua cidade é incrível Ângela. Bom demais passear por lá. É mesmo encantadora. Obrigada pelo retorno.

      Responder
  10. Lilian Azevedo

    Parabéns pelo post super completo sobre Belo Horizonte e o que fazer por lá. A capital mineira surpreende os visitantes. Eu já visitei algumas vezes pois acho interessante voltar aos lugraes muito legais. Fotos muito boas. Sempre que viajo aproveito para fazer bate e volta como os que você sugere. beijocas

    Responder
    • Norma

      Obrigada Lilian, também sou uma viajante que gosto de conhecer tudo, inclusive os arredores. BH é uma cidade encantadora mesmo, e sempre que eu tiver oportunidade, vou voltar lá.

      Responder
  11. CINTIA VAZ

    Nossa fiquei encantada com esse parque Maranguaba! Tem tanta coisa legal pra fazer em BH. Nem sei como conseguiu fazer tantas coisas no primeiro dia. É tudo perto? Parque, museus, pampulha, restaurante. Acho que eu reservaria um dia inteiro pro Parque e um dia só pra museus, além obviamente aos bate voltas para Ouro Preto e Inhotim. Acho que o dia que eu for a Belo Horizonte vou querer ficar pelo menos 5 dias. Gosto de apreciar cada lugar e conhecer sem pressa hehehe. Amei seu post. Viajei nele com você. Beijos.

    Responder
    • Norma

      Oh Cintia, na verdade fiquei pouco tempo mesmo, mas quero voltar para explorar mais. E por conta do COVID, o parque Mangabeiras estava com acesso restrito, por isso fiquei pouco tempo lá e consegui ir nas demais atrações.

      Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pin It on Pinterest

Share This

Compartilhe esse artigo!

Mostre a seus amigos o seu possível próximo destino.

Compartilhe esse post!

Mostre a seus amigos seu possível novo destino.