Dunas do Jalapão no Tocantins é imperdível

As Dunas do Jalapão ou Deserto do Jalapão no Tocantins, é uma atração imperdível para quem visita o Jalapão.

As Dunas do Jalapão no Tocantins é uma atração imperdível para quem faz turismo no Jalapão. Com areia dourada, as dunas surgiram da erosão das rochas e serras da região durante longos anos. Elas também são conhecidas como Deserto do Jalapão, tanto pelo volume de areia, assim como, pela pequena densidade demográfica.

E tem mais: as Dunas do Jalapão são campeãs no critério de cenário de gravações de filmes, novelas e clipes quando pensamos no Parque Estadual do Jalapão. Além de estar, claro, entre os dois lugares favoritos para assistir ao pôr do sol – o outro é a Pedra Furada.

O nosso segundo dia do roteiro no Jalapão teve como primeira atração a Cachoeira da Velha. Em seguida, seguimos caminho para a nossa segunda e ultima atração desse dia: as Dunas do Jalapão.

E, para entender como tudo começou e conhecer todo nosso roteiro da Expedição Jalapão, leia também os posts abaixo:

Jalapão, roteiro incrível de 6 dias

Cachoeira da Roncadeira e Escorrega Macaco – Belezas do roteiro do Jalapão

Cânion Sussuapara – Surpresa no Jalapão

Pedra Furada no Jalapão – TO – Atração Imperdível

Cachoeira da Velha no Jalapão – Um grande espetáculo

 

A caminho das Dunas do Jalapão

 

A caminho das Dunas do Jalapão da para avistar a beleza da Serra do Espirito Santo e Morro do Saca Trapo

Vida da beleza da Serra do Espirito Santo e Morro do Saca Trapo

 

O percurso da Cachoeira da Velha até as Dunas do Jalapão foi feito por 40 km em estrada de terra em carro 4×4.

 

A caminho das Dunas do Jalapão parada para avistar a beleza da Serra do Espirito Santo e Morro do Saca Trapo

A beleza da vista da Serra do Espirito Santo e Morro do Saca Trapo

No nosso percurso, e já próximo a estrada que dá acesso as Dunas, paramos para observar a beleza da Serra do Espírito Santo e Morro do Saca Trapo. As duas atrações ficam bem próximas das Dunas do Jalapão. Ademais, são um espetáculo de vista que registramos com uma belíssima sessão de fotos.

 

Diversão a caminho das Dunas do Jalapão e a beleza da Serra do Espirito Santo e Morro do Saca Trapo

Diversão na estrada que leva as dunas do Jalapão

 

E então começou a chover… desse modo, paramos para tomar um café (eu) e uma cachaça (alguns – não vou dedurar ninguém!) kkk no Bar de Dona Benedita, que fica bem na entrada da estrada que leva às dunas.

 

Parada no Bar de D Benedita, a caminho das Dunas do Jalapão

Parada no Bar de D Benedita a caminho das Dunas do Jalapão

Parada no Bar de D Benedita, a caminho das Dunas do Jalapão-TO

Cafezinho no Bar de D Benedita a caminho das Dunas do Jalapão

 

Assim sendo, ficamos por lá aguardando a chuva passar. Sobretudo, o que mais me chamou atenção foi a coleção de camisas que ela tem exposta no bar, todas deixadas pelos viajantes que por lá passaram ao longo dos anos.

 

Decoração do Bar de D Benedita, a caminho das Dunas do Jalapão

Decoração do Bar de D Benedita, a caminho das Dunas do Jalapão

 

Logo que o tempo melhorou, continuamos a nossa viagem em direção às Dunas.

Enfim, chegamos ao esperado destino do dia: As Dunas ou Deserto do Jalapão

No entanto, antes de chegarmos ao estacionamento, ainda fizemos um parada em frente à Lagoa dos Jacarés para fazermos fotos do nosso destino já visível à distância, o Deserto ou Dunas do Jalapão.

 

Na Lagoa do Jacaré, paramos para observar as Dunas do Jalapão e Serra do Espirito Santo

Lagoa do Jacaré e, ao fundo, as Dunas do Jalapão e a Serra do Espirito Santo

 

Quando o carro estacionou, o tempo tinha melhorado, mas ainda havia possibilidade de chuvas. Por isso, procuramos ser rápidos, caso contrário, perderíamos a nossa oportunidade da visita! Foram mais 20 minutos de caminhada pela trilha que leva até o topo das Dunas do Jalapão.

 

 

Ainda assim, no caminho, fomos curtindo a vista, a vegetação com muitos buritis e, como havia chovido, seguimos praticamente por dentro de um riacho até chegarmos ao pé das Dunas.

 

Muita água e Buritis na trilha que leva as Dunas ou Deserto do Jalapão

Muita água e Buritis na trilha que leva às Dunas ou Deserto do Jalapão

 

A subida é feita por trilha demarcada e não é permitido subir ou descer por outro lugar por conta da preservação ambiental. No entanto, subir é bem tranquilo e o acesso é fácil, o que permite a visitação por qualquer pessoa.

 

As Dunas do Jalapão tem área demarcada para subir

Subida das Dunas do Jalapão

 

As dunas são uma atração realmente espetacular e têm altitude que varia de 200 a 400 metros. Além do visual das areias douradas com o reflexo do sol, a vista lá de cima também é impressionante.

De lá de cima das Dunas se tem uma vista 360 graus de onde se pode observar: a Serra do Espirito Santo, o Morro do Saca Trapo, o cerrado (vegetação típica local cheia de buritizais), rios, lagos e as veredas de capim dourado. Ou seja, é um visual impressionante e inesquecível.

 

Visual de cima das Dunas do Jalapão no Tocantins

Vista do alto das Dunas do Jalapão no Tocantins

 

O pôr do sol ou raios e trovões nas dunas?

 

Raios e trovões nas Dunas do Jalapão

Raios e trovões nas Dunas do Jalapão

 

Assim como a Pedra Furada, as Dunas do Jalapão ou Deserto do Jalapão, igualmente atraem turistas no final da tarde para assistir o pôr do sol. Aliás, este é o momento do dia em que os raios solares refletem na areia vermelha deixando-a dourada e resplandecente – já imaginou a beleza?

Mais uma vez, entretanto, o sol nos deixou na mão e não compareceu ao nosso encontro… Em seu lugar, tivemos um outro espetáculo da natureza, tão impressionante quanto: uma linda tempestade com raio e trovões! Sabe, eu realmente não reclamo, pois tivemos uma experiência totalmente diferente e muito especial. Ao final, descemos as dunas correndo, já completamente encharcados, porém maravilhados!

 

Beleza e diversão nas Dunas do Jalapão

Salto nas Dunas do Jalapão

 

Mas afinal, onde fica as Dunas do Jalapão?

As Dunas do Jalapão encontram-se dentro do Parque Estadual do Jalapão, a 98 km da cidade de Ponte Alta do Tocantins e a 27 km de Mateiros. Já a partir de Palmas, são 282 km pela TO-255 (cerca de 4 horas de viagem em veículo com tração 4×4). Além disso, são consideradas um dos principais cartões postais da região.

O acesso ao Parque é gratuito e o local permanece aberto até às 18h. Contudo, você tem que chegar antes, porque 18h é a hora de saída do parque. O local tem acesso controlado e fiscalização, uma vez que se trata de um parque estadual e o controle acontece a fim de garantir a proteção ambiental. Existem regras na visitação que são passadas pelos guias e é melhor seguir as orientações.

De fato, é muito comum ter fiscais na área e o descumprimento das regras é passível de multa. Por exemplo, não é permitido descer o paredão das dunas, assim, não faça isso, mesmo que dê vontade..kkk. Acima de tudo, evite problemas para os guias e ajude a preservar o meio ambiente.

Onde se hospedar para conhecer as Dunas do Jalapão?

A cidade mais perto do Deserto do Jalapão é Mateiros, que fica a 27 km das dunas. Desse modo, é o local mais indicado.
Escolha a sua hospedagem no Booking.com.

Nós ficamos hospedados na Pousada Cristal, que já estava incluída no nosso pacote com a Jalapão Selvagem. No entanto, existem outras opções no Booking.com – clique no link e confira.

 

Enfim, minha experiência nas Dunas do Jalapão

 

Nossa Galera da Expedição Jalapão Selvagem nas Dunas do Jalapão

Nossa Galera da Expedição Jalapão Selvagem nas Dunas do Jalapão

 

Tivemos um dia lindo, com duas atrações diferentes e impressionantes: a Cachoeira da Velha e as Dunas do Jalapão. Após tanta emoção, descermos as dunas, seguimos de carro em direção à cidade de Mateiros, pois nela seria a nossa estadia nessa noite.

Por fim, encerramos nosso segundo dia da Expedição Jalapão e eu já estava cheia de expectativas para o dia seguinte, quando conheceríamos os famosos fervedouros e a Cachoeira da Formiga.

 

Leia também os artigos sobre Palmas, a capital do Tocantins

Palmas – O que conhecer na capital do Tocantins

Ilha do Canela – Um paraíso ou oásis em Palmas

Veja posts com dicas para planejar sua viagem!

Em seguida, baixe meus e-Books gratuitos:

E book - 10 dicas para arrumar sua mala de viagem
E book check list de viagem

Faça suas reservas com meus parceiros:

  • E, para viajar com tranquilidade, faça seu SEGURO VIAGEM com a SEGUROS PROMO.

Encontre sua hospedagem

Reserve aqui o seu carro

Compre ingressos sem fila

26 de julho de 2020

Sobre Mim

Sou uma viajante apaixonada pelo mundo. Trabalhei 30 anos no ramo financeiro e hoje me realizo como microempresária e criadora de conteúdo de viagem. Como viajante, conheço 42 países e 20 estados brasileiros. Meu propósito nas redes sociais, é compartilhar minha experiência e aprendizado de viagem e de vida, com meus clientes e seguidores, com o objetivo de ajudar a todos a realizarem os seus sonhos de viagem.

De Onde Sou

Gostou da viagem? Deixe um comentário sobre a experiência!

 

4 Comentários

  1. Roberto Almeida

    Esse lugar é incrível mesmo. Amei conhecer e o seu post ficou muito completo. Parabéns

    Responder
    • Norma

      Obrigada Roberto. É um lugar maravilhoso mesmo. Uma das atrações imperdíveis do Jalapão. Que bom que gostou do post. Grata pelo seu retorno.

      Responder
  2. Fabíola Moura

    Adoro esse tipo de passeio que reúne natureza e pessoas. Não sabia que existiam dunas no Jalapão e achei todas as etapas até lá muito interessantes. Curtindo bastante esses posts do Tocantins.

    Responder
    • Norma

      Oi Fabiola, o Jalapão é muito surpreendente mesmo. E as Dunas do Jalapão são incríveis. Continua acompanhando que ainda temos mais post do Jalapão para publicar. Grata.

      Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pin It on Pinterest

Share This

Compartilhe esse artigo!

Mostre a seus amigos o seu possível próximo destino.

Compartilhe esse post!

Mostre a seus amigos seu possível novo destino.