Rio de Contas: um paraiso desconhecido na Chapada Diamantina

cachoeira-do-fraga-rio-de-contas

Rio de Contas foi o último destino dessa road trip que fizemos pela Chapada Diamantina. Aliás, essa região da Bahia é um destino incrível, com pontos turísticos ainda pouco conhecidos pela maioria das pessoas. Eu realmente espero estar ajudando no desbravamento desses lugares!

Em primeiro lugar, vale dizer que Rio de Contas está localizada a 607 km de Salvador – Ba.

Atrações e História de Rio de Contas

A atual sede de Rio de Contas remonta ao Pouso dos Crioulos, local fundado por escravos alforriados e fugidos no século XVII. Além disso, antes de atrair aventureiros atrás do ouro descoberto na região, a vila era um ponto de descanso dos viajantes provenientes de Minas Gerais e Goiás.

Graças à riqueza proveniente da exploração do ouro, foram construídos casarões coloniais no local, hoje tombados pelo Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN). Apesar do declínio vivenciado após a queda da produção de ouro, no século XVIII, Rio de Contas manteve sua importância geográfica por ser uma das escalas do Caminho Real – eu já falo mais sobre isso!

Assim, a Casa de Fundição, que devia combater a evasão de imposto, acabou por dar origem a uma  metalúrgica artesanal – importante para a economia local, assim como o café e a cana de açúcar. Desta forma, a vila passou à condição de cidade em 1885, mas só adotou o nome de Rio de Contas em 1931.

Enfim, Rio de Contas é uma cidade linda, tranquila e bem cuidada. Ainda por cima, passear por suas praças e ruas amplas, ver as igrejas barrocas e seus monumentos públicos e religiosos em pedra, assim como o casario em adobe (terra) é super agradável. Isso sem contar a natureza exuberante e ainda bem preservada! É, por tudo isso, um lugar perfeito para relaxar, descansar e ainda viver aventuras de trekking incríveis.

Lembrando que, para fazer a sua road trip, você pode contar com o aluguel de veículo da RENTCARS. Dessa forma, você viaja de um jeito fácil e simples, além de ter a garantia que o seu carro está pronto para a viagem.

Atrações imperdíveis em Rio de Contas em 2 dias

Estivemos por 3 noites e 2 dias completos em Rio de Contas e vou contar o nosso roteiro por lá, dia a dia. Principalmente, contamos com o guia o Samuel Ferreira, que nos apresentou toda a região.

Ademais, a nossa estadia na deliciosa Pousada Sempre Viva, foi organizada através do BOOKING.COM.

Primeiro dia de roteiro em Rio de Contas

No primeiro dia do nosso roteiro, logo que nosso guia chegou, saímos do hotel em direção à nossa primeira atração. Assim, fomos conhecer o trecho da Estrada Real que passa por aquela região.

Estrada Real

O que é conhecido como Estrada Real (ou Caminho Real) são os caminhos construídos e mantidos pela Coroa Portuguesa em Portugal e suas colônias. No Brasil, ela começou a ser construída no século XVII para levar o ouro garimpado em Minas Gerais para o litoral. Pois a estrada, originalmente toda feita em pedra bruta, também passa por Rio de Contas.

O trecho da Estrada Real daquela região está localizado a 2,4 km de Rio de Contas na BA 248 em direção a Livramento. Sua extensão total é de 4,5 km, contando ainda com 32 curvas. Começa ao lado do Raposo Chalé e, depois, segue paralelo à BA 248 até a cidade de Livramento. O trecho pode ser tanto feito a pé como de carro; é só decidir se você encara o declive intenso. O mais impressionante, contudo, é a beleza que cerca a estrada, com destaque para a Cachoeira do Rio Brumado.

Estrada-Real-Rio-de-Contas

Principalmente, a Estrada Real é uma das atrações de Rio de Contas

Ao percorrer o percurso da Estrada Real, conhecemos mais duas atrações: a Cachoeira do Raposo e a Cachoeira do Rio Brumado.

Cachoeira do Raposo

A Cachoeira do Raposo faz parte do trecho da Estrada Real e, para chegar até ela, basta caminhar cerca de vinte minutos. O nível de dificuldade da trilha é fácil, porém, é preciso ter muita atenção com as pedras lisas no caminho, pois são verdadeiras armadilhas que causam escorregões!

Ao longo do trajeto, a cachoeira tem duas quedas d’água, sendo que a menor tem cerca de 3 metros de altura e a maior, 5 metros. Embora seus poços sejam pequenos, é possível, sim, tomar banho.

Cachoeira-do-Raposo
Cachoeira do Raposo

Depois de conhecer a Cachoeira do Raposo, voltamos à Estrada Real e seguimos até a entrada da trilha da Cachoeira do Rio Brumado.

Cachoeira do Rio Brumado

Também conhecida como a Cachoeira do Livramento, esta é a maior cachoeira do município, com cerca de 110 metros de altura. Com quatro quedas d’água, ela também faz parte do roteiro da Estrada Real e percorrer a sua trilha de 3 km (ida e volta) pode levar de quarenta minutos a uma hora. Tudo depende do seu condicionamento físico para vencer as várias descidas em partes calçadas ou de pedras.

Além disso, chamou minha atenção, durante o percurso, a diversidade da vegetação composta de cerrado, mata auxiliar e caatinga. E também me encantei com a bela vista de Livramento de Nossa Senhora, cidade vizinha a Rio de Contas.

vista-da-cidade-Livramento
Vista da Cidade da Cidade de Livramento

Ademais, cabe dizer que há dois acessos para a cachoeira. O primeiro, pela parte superior, proporciona uma linda visão panorâmica da vizinha Livramento de Nossa Senhora e parte da Serra do Tombador. Já o segundo, termina em um belo mirante natural em que os visitantes podem avistar a cachoeira de longe. Pois é, você leu corretamente: aqui a gente só admira a natureza, já que não tem como tomar banho.

Cachoeira-do-Rio-Brumado
Cachoeira do Rio Brumado

Ainda assim, eu curti (e muito!) a atração e me surpreendi com a beleza da queda d água. Outra coisa interessante é que essa cachoeira pode ser vista de alguns trechos da BA 248, assim como da Cidade de Livramento.

Após apreciarmos de longe a Cachoeira do Rio Brumado, voltamos ao carro e seguimos para a Cachoeira do Fraga.

Cachoeira do Fraga

Essa cachoeira é a de mais fácil acesso por ser a mais próxima a Rio de Contas. Uma vez que ela está a 2.9 km, seu percurso pode ser feito andando, de bike ou de carro. A estrada é boa e chega até a entrada da cachoeira.

A cachoeira, na verdade, é alimentada pelas águas do Rio Brumado e, chegando ao local, basta caminhar por uns cinco minutos para avistar a queda d’água do alto. Mas, se a vontade for tomar banho, é só descer a trilha lateral à esquerda para chegar ao poço.

E eu indico que faça isso, pois foi uma delicia o banho. A queda d’água é forte, mas o poço é grande e dá para curtir bastante, tomando os devidos cuidados por conta da correnteza que se forma.

banho-cachoeira-do-fraga
Banho na Cachoeira do Fraga

Após relaxarmos na Cachoeira do Fraga, seguimos para a Fazenda Vaccaro.

Fazenda Vaccaro

Ideal para quem quer curtir a natureza com conforto, a Fazenda Vaccaro encontra-se a 9 km de Rio de Contas – é na mesma direção da Ponte do Coronel.

Leia tudo sobre a Fazenda Vaccaro, no artigo abaixo:

Fazenda Vaccaro, produtora de cachaça em Rio de Contas

Comunidade Quilombola da Barra e Bananal

Comunidade-Quilombola-Bananal

Igrejinha da Comunidade do Bananal

No passado, os quilombos eram refúgios de escravos africanos e seus descendentes do lado de cá do oceano. Hoje, são comunidades isoladas que ainda guardam muitas características da sociedade em que elas foram formadas – e, por isso, são muitas vezes objetos de pesquisas acadêmicas.

Os moradores da Comunidade Quilombola da Barra e da Comunidade de Bananal (distantes 2 km uma da outra) são todos descendentes de africanos do sul do continente – Costa da Mina, Angola e Costa de Marfim. Seus antepassados se assentaram ali e eles permanecem até hoje em áreas protegidas pela Fundação Palmares. Por causa dessa proteção, aliás, não se pode vender imóveis ou terrenos, já que tudo deve ser passado de pai para filho.

O tour cultural proporciona não apenas ver de perto um outro modo de vida, como também adquirir produtos provenientes da agricultura e artesanato, especialmente o artesanato em crivo rústico (confeccionado a partir do algodão cru). Aproveitei para comprar alguns produtos de artesanato para uso em casa e também para colaborar com aquelas pessoas que têm o artesanato e a agricultura como suas únicas fonte de renda.

Artesanato-Comunidade-Bananal

Artesanato Comunidade Bananal

Em seguida, continuamos o nosso intenso tour em direção a mais uma atração histórica: conhecer a comunidade portuguesa no Povoado de Mato Grosso.

Povoado de Mato Grosso

Fundado no início do séc. XVIII por uma família de portugueses da cidade de Mafra, o povoado de Mato Grosso, o mais alto do estado, está localizado a 1.500 metros de altitude. Ainda hoje é habitado por descendentes de Portugueses que cultivam em suas terras produtos que abastecem a região, tais como flores, frutas, hortaliças e legumes.

Vila-Mato-Grosso
O Povoado mais alto da Bahia – Mato Grosso

Depois de conhecermos o povoado, seguimos para o Mirante do Bittencourt.

Mirante do Bittencourt

O Mirante do Bittencourt tem uma vista que impressiona, pois de lá é possível ter uma vista panorâmica da cidade de Rio de Contas e da maior cordilheira de montanhas do Nordeste, composta por nove montanhas com altura de mais de 1.900 metros.

Mirante-do-Bittencourt
Mirante do Bittencourt

Após a visita ao mirante, seguimos para a última atração do nosso roteiro do dia: a Ponte do Coronel.

Ponte do Coronel

Ponte-do-Coronel-Rio-de-Contas

Piscinas naturais na Ponte do Coronel

Visitamos a Ponte do Coronel no retorno do passeio ao Povoado de Mato Grosso e Mirante do Bittencourt, exatamente por essa atração estar no caminho até a cidade de Rio de Contas.

Localizada a 14 km, ou meia hora de carro do centro de Rio de Contas, a Ponte do Coronel é considerada a praia local. Para chegar lá, é preciso vencer um percurso de estrada de chão, mas, para mim, valeu a pena! Corredeiras e poços compõem a atração turística que conta com ao menos oito piscinas naturais deliciosas para o banho. O bom é que o lugar já possui uma pequena estrutura para receber os turistas, como estacionamento, bares e lanchonetes.

Como foi nossa última atração, chegamos lá já no final da tarde, então, não tinha ninguém no local e pude apreciar o lugar com exclusividade. Logo, não abri mão de tomar banho na sequência de poços e relaxar bastante. Fiquei totalmente encantada com o local.

Ponte-do-Coronel-piscinas-naturais

As deliciosas piscinas naturais da Ponte do Coronel

De lá, retornamos para a cidade de Rio de Contas, mas aproveitamos para passar pelo Açude Brumado.

Açude Brumado ou Barragem Luiz Vieira

O Açude Brumado está localizado a 12,5 km de Rio de Contas. Consiste num reservatório artificial de água, feita pelo represamento do Rio Brumado com o objetivo de instalação e abastecimento de sistema de irrigação da região para produção agrícola. Alem do mais, é possível tomar banho e praticar esportes aquáticos no local.

Acude-Brumado
Açude Brumado

Segundo dia de roteiro em Rio de Contas

Rio de Contas também é conhecida pelo amantes de trekking, montanhismo e aventura justamente porque a região é cercada por cordilheiras de grandes altitudes e roteiros de muita aventura. Assim, os três picos da região são APA (Área de Preservação Ambiental) e têm grau de dificuldade de acesso alto/avançado.

Já que sou uma pessoa que adora aventura, não poderia visitar a cidade e não conhecer um dos picos da região. Assim, optamos, no nosso segundo dia de roteiro, por conhecer o Pico das Almas, considerado a mais bela atração da região.

Pico das Almas

Com 1.958 metros de altura (o terceiro ponto mais alto do nosso Nordeste),o Pico das Almas é o ponto mais alto da Serra das Almas – conjunto de montanhas encontrado entre as cidades de Rio de Contas e Livramento de Nossa Senhora. O acesso ao Pico das Almas está situado a 18 km de Rio de Contas e a 128 de Mucugê, na Chapada Diamantina Ba.

Leia tudo sobre o Pico das Almas no artigo abaixo:

Pico das Almas, Chapada Diamantina Ba

Outras atrações

Abaixo listo as atrações que são destaques na região, mas que eu não conseguimos visitar nessa viagem. O bom é que, dessa forma, sigo com bons motivos para voltar.

Pico do Itobira e Pico do Barbado

Pico do Barbado, Pico do Itobira e Pico das Almas são os três maiores picos do Nordeste. Leia no artigo abaixo tudo sobre essas atrações.

Os maiores picos do Nordeste: Pico do Barbado, Pico Itobira e Pico das Almas

Sítio das Cachoeirinhas e Poço Preto

Esse roteiro pode ser feito junto, começando pelo Sítio das Cachoeirinhas, que está localizado no Rio Brumado, e é formado por pequenas corredeiras d’água e pela Cachoeira do Giló, que tem diversas piscinas naturais com profundidade variadas. Uma lugar delicioso e relaxante.

Em seguida, continuando a trilha, vem o Poço Preto, que tem uma profundidade aproximada de 6 metros e também é um ótimo lugar para banho.

A distância entre Rio de Contas e a entrada da trilha é de 14 km, enquanto a trilha dura em torno de 20 minutos e é de nível fácil.

Poço das Andorinhas

Localizado no distrito de Arapiranga, fica distante 25km de Rio de Contas e o percurso até ele dura em torno de 1h30. Em seguida, são mais 40 min a 1 hora de trilha de dificuldade média/difícil (subindo pedras). No entanto, o percurso tem vários poços e pequenas cachoeiras próprias para banho. Além do mais, o caminho é de natureza intocada e, por isso, o local fica ainda mais impressionante.

Já o nome vem do fato de o pequeno poço de água cristalina ser habitado por muitas andorinhas. Ainda mais, no local, há também uma pequena caverna, onde vivem as andorinhas, que pode ser acessada nadando pelo poço.

Cachoeira do Mocotó

A Cachoeira do Mocotó fica situada entre montanhas, o que torna a caminhada belíssima. O final do percurso é presenteado com 3 cachoeiras, todas seguidas de um poço de águas escuras e revigorantes do Riacho do Mocotó.

A entrada da trilha fica localizada a 22 km de Rio de Contas e próximo ao povoado de Mato Grosso. Depois, é só caminhar mais 1h20 – o grau de dificuldade é médio/difícil.

Centro Histórico de Rio de Contas, imperdível

Centro Histórico de Rio de Contas - Praça principal

Praça principal de Rio de Contas

Eu sei que a região tem atrações estonteantes, mas eu quero sugerir que você dê uma oportunidade para conhecer o centro histórico de Rio de Contas. Ele é tão incrível, aliás, que o diretor Walter Salles o escolheu para servir de cenário para as filmagens do filme Abril Despedaçado.

Caminhar pelas ruas da cidade, considerada um dos exemplares arquitetônicos mais importantes da Bahia, é uma viagem no tempo. São mais de 600 prédios tombados, com destaque para o da prefeitura e o Teatro São Carlos, ambos no largo do Rosário, assim como a Casa de Câmara e Cadeia (atual Fórum).

Enfim, a Igreja de Nossa Senhora de Santana, toda de pedra, é impressionante!

Centro Histórico de Rio de Contas

Centro de Rio de Contas – Igreja Nossa Senhora de Santana

Outras informações sobre Rio de Contas

Onde se hospedar

O Booking é um bom aliado para encontrar a melhor hospedagem, não importa o destino. Em Rio das Contas, contamos mais uma vez com essa ferramenta para encontrar a nossa pousada. Por fim, optamos pela Pousada Sempre Viva e foi uma delícia ficar hospedado lá – além de ter um atendimento impecável.

Antes de encerrar, quero aproveitar para agradecer ao guia Samuel Ferreira por nos apresentar a linda região de Rio de Contas. Em especial, por nos acompanhar na trilha do Pico das Almas, que exigiu mais atenção e cuidado.

Onde comer em Rio de Contas

Uma vez que passamos os dias trilhando, aproveitamos para jantar na cidade e conhecer os restaurantes locais. Assim, tive duas experiência incríveis com restaurantes, são eles:

ESQUINA DO SABOR

Restaurante esquina do Sabor em Rio de Contas

Restaurante Esquina do Sabor

Com cardápio internacional bem variado, o Restaurante Esquina do Sabor nos surpreendeu pelo ambiente acolhedor e comida deliciosa e perfeita.

Restaurante Esquina do Sabor em Rio de Contas

Ambiente do Restaurante Esquina do Sabor

COLONIAL RESTAURANTE E PIZZARIA

Colonial Restaurante e Pizzaria em Rio de Contas

Jantar no Colonial Restaurante e Pizzaria em Rio de Contas

Restaurante que serve comida italiana e outras opções, foi uma opção inesquecível. Voltamos lá duas vezes e nos apaixonamos pela comida, pelo atendimento excepcional e uma surpresa incrível que foi o tomate seco artesanal feito na casa. Fica a dica.

Colonial Restaurante e Pizzaria em Rio de Contas

Colonial Restaurante e Pizzaria

O que levar para as trilhas? Confira os itens indispensáveis

– Muita água

– Protetor solar

– Lanches saudáveis

– Repelente

– Boné ou Chapéu

– Sapato confortável

– Meias adequadas para trilha

– Capa para celular para casos de chuva ou fotos na água

– Roupa confortável para caminhadas – sugerimos blusa UV de manga comprida (para proteção contra o sol) e, de preferência, calça comprida para proteger da vegetação baixa e cortante

– Roupa de banho

– Saco para recolher seu lixo e levar de volta. A natureza agradece.

Sobretudo, encontre tudo o que você precisa para a sua trilha de Ecoturismo na AMAZON.COM.

Sobretudo, conheça também outros destinos incríveis da Chapada Diamantina

Atrações de Mucugê – Chapada Diamantina

Igatu, vila de pedra na Chapada Diamantina

Morro do Chapéu, tesouro da Chapada Diamantina

Veja posts com dicas para planejar sua viagem!

Em seguida, baixe meus e-Books gratuitos:

E book - 10 dicas para arrumar sua mala de viagem
E book check list de viagem

Faça suas reservas com meus parceiros:

  • E, para viajar com tranquilidade, faça seu SEGURO VIAGEM com a SEGUROS PROMO.

Encontre sua hospedagem

Reserve aqui o seu carro

Compre ingressos sem fila

29 de abril de 2020

Sobre Mim

Sou uma viajante apaixonada pelo mundo. Trabalhei 30 anos no ramo financeiro e hoje me realizo como microempresária e criadora de conteúdo de viagem. Como viajante, conheço 42 países e 20 estados brasileiros. Meu propósito nas redes sociais, é compartilhar minha experiência e aprendizado de viagem e de vida, com meus clientes e seguidores, com o objetivo de ajudar a todos a realizarem os seus sonhos de viagem.

De Onde Sou

Gostou da viagem? Deixe um comentário sobre a experiência!

 

2 Comentários

  1. Daniela

    Que delicia de lugar a Chapada Diamantina. Já estou planejando ir pra lá quando a quarentena acabar. Muito bom o seu artigo.

    Responder
    • Norma

      Muito obrigada. A Chapada Diamantina é incrível mesmo. Já estamos aguardando a sua visita a Bahia. Se precisar de qualquer ajuda avisa. E continua acompanhando que ainda irei publicar o destino mais conhecido da Chapada: Lençois

      Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pin It on Pinterest

Share This

Compartilhe esse artigo!

Mostre a seus amigos o seu possível próximo destino.

Compartilhe esse post!

Mostre a seus amigos seu possível novo destino.