Cachoeira da Fumaça Vale do Capão

A Cachoeira da Fumaça é a principal atração do Vale do Capão na Chapada Diamantina

A Cachoeira da Fumaça é a atração mais conhecida do Vale do Capão e uma das mais famosas de toda Chapada Diamantina.

Para quem está hospedado na Vila do Capão, o acesso a trilha que leva a Cachoeira é bem fácil de chegar. Pois fica logo na entrada da Vila, na chegada de quem vem de Palmeiras.

Frequentemente, muitas pessoas fazem bate e volta para conhecer a Fumaça. Normalmente vindo de Lençóis (73km), Palmeiras (20km) e outras cidades da Chapada.

À princípio, a Cachoeira da Fumaça pode ser visitada por duas trilhas:  Uma trilha por cima da montanha e outra por baixo, pelo Vale.

A trilha por baixo tem grau de dificuldade alto. Com um percurso total de 36 km, exige três dias de viagem com acampamento.

Por conta disso, para fazer a trilha por baixo é necessário organizar com antecedência e contratar um guia ou agência que faça o roteiro. Além disso, a trilha é para viajantes aventureiros e com preparo físico para suportar a caminhada.

Leia abaixo tudo sobre o Vale do Capão e suas atrações:

Vale do Capão Chapada Diamantina, um paraíso escondido

Cachoeira da Fumaça

A Cachoeira da Fumaça é a principal atração do Vale do Capão na Chapada Diamantina

A beleza da Cachoeira da Fumaça

Já tinha visitado a Cachoeira da Fumaça há muito tempo atrás, mas tinha poucas memórias de lá. Daí, resolvi voltar para relembrar, curtir aquele lugar e poder contar tudo para vocês depois…

Desta forma, revisitei a Cachoeira da Fumaça, na trilha por cima e conto tudo em detalhes abaixo.

A Cachoeira da Fumaça por cima – Acesso

A trilha mais comum e mais conhecida é a trilha por cima. A trilha por cima, são 12 km ida e volta. Normalmente leva-se 2h subindo e 1h30 descendo.

Assim, o início da trilha é junto a Associação de condutores ACV-VC, uma placa de sinalização no local não deixa dúvidas.

Não é cobrado o acesso a trilha, mas é pedido uma colaboração para manutenção, na entrada da trilha.

A trilha

Sendo que a subida inicial, em torno de 1h, exige mais fôlego e preparo físico dos visitantes. A trilha de nível médio, mas o fato é que tem muito esforço sim, principalmente a etapa inicial. 

Em seguida, o restante do trajeto é bem mais fácil e agradável.

O passeio já compensa a partir do visual da trilha que é maravilhosa. Como a maior parte da trilha é feito no alto da montanha, altiplanos, chamados de Gerais da Fumaça, a vista do Vale é incrível.

Além disso, a chegada à Cachoeira compensa tudo, a queda é de 380 metros de altura, a segunda maior do Brasil.

A trilha com ou sem guia?

A Cachoeira da Fumaça é a principal atração do Vale do Capão na Chapada Diamantina

ACV – Vale do Capão

A trilha para Cachoeira da Fumaça por cima, começa no local onde fica uma Associação de Guias do Vale do Capão.

E dá para fazer a trilha sem guia? Constantemente ouço essa pergunta. E a resposta é:

Sim, se você já foi antes e conhece o caminho, atualmente dá para fazer, pois a trilha é bem marcada e cuidada, não deixando muita dúvida.

No entanto, quer a minha opinião mesmo? Eu respondo novamente:

Contrate um guia. Porque é mais seguro, porque ele te da toda assistência, informações, cuida do meio ambiente, recolhe o lixo do caminho. Além disso, faz parte da tarefa da associação cuidar para que a trilha esteja boa para você.

Principalmente, da última vez que fomos, cruzamos com uma cobra Jararaca, bem acomodada no meio da trilha. E foi o guia que percebeu, nos alertou e orientou como agir. Enfim, esperamos o tempo dela, ela seguiu seu caminho e nós o nosso.

Então logo que chegar no Vale do Capão, se informe com a Associação de Guias e faça a sua reserva. Ou acesse o link aqui da Associação de Guias e reserve com antecedência. Vale ressaltar, que em períodos de alta estação, se não reservar com antecedência, pode não encontrar nenhum guia para te acompanhar.

Observação: Amei esse jardins feito em botas e tênis velho, que fica na ACF-VC.

 

A Cachoeira da Fumaça é a principal atração do Vale do Capão na Chapada Diamantina

Jardins em botas da ACV

E por que o nome Cachoeira da Fumaça?

Porque, por conta da altura quando olhamos a água, a impressão é que estamos vendo apenas fumaça.

Sobretudo, o paredão é imenso e impressiona, lindo demais de ver. Mas muito cuidado ao chegar na beira do precipício para tirar fotos. Faça isso com cautela para evitar acidentes.

Por conta da altura, da possibilidade de vertigem e por segurança, siga as instruções do guia para olhar em direção a Cachoeira. Normalmente,  as pessoas costumam deitar no chão só com a cabeça em direção vale para contemplar o visual da Fumaça.

Em alguns meses do ano, por conta da estiagem, a Cachoeira da Fumaça chega a não ter água ou pouquíssima água. Então, procure saber antes e avalie se vale à pena a visita.

Da última vez que estive lá, não havia água na Cachoeira. Desta forma o guia nos informou que não seria interessante fazer a visita a Cachoeira. Assim, como já visitei antes, e estava em um grupo muito heterogêneo, deixei a visita para próxima oportunidade.

Vale ressaltar que no caminho e até na chegada para a Cachoeira da Fumaça não tem banho, ou água disponível para beber.  Assim, o caminho fica mais cansativo. Por esse motivo, leve bastante água para a trilha, e veja abaixo no link, o que levar para as trilhas do Vale do Capão.

O que fazer depois que descer da Cachoeira da Fumaça?

Além disso, para relaxar, ao fim da trilha, as pessoas costumam seguir para a Cachoeira do Riachinho. Nada melhor do que tomar um banho refrescante e aproveitar o pôr do sol, né?

Assim, seu dia fica perfeito.

Veja posts com dicas para planejar sua viagem!

Em seguida, baixe meus e-Books gratuitos:

E book - 10 dicas para arrumar sua mala de viagem
E book check list de viagem

Faça suas reservas com meus parceiros:

  • E, para viajar com tranquilidade, faça seu SEGURO VIAGEM com a SEGUROS PROMO.

Encontre sua hospedagem

Reserve aqui o seu carro

Compre ingressos sem fila

15 de abril de 2019

Sobre Mim

Sou uma viajante apaixonada pelo mundo. Trabalhei 30 anos no ramo financeiro e hoje me realizo como microempresária e criadora de conteúdo de viagem. Como viajante, conheço 42 países e 20 estados brasileiros. Meu propósito nas redes sociais, é compartilhar minha experiência e aprendizado de viagem e de vida, com meus clientes e seguidores, com o objetivo de ajudar a todos a realizarem os seus sonhos de viagem.

De Onde Sou

Gostou da viagem? Deixe um comentário sobre a experiência!

 

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pin It on Pinterest

Share This

Compartilhe esse artigo!

Mostre a seus amigos o seu possível próximo destino.

Compartilhe esse post!

Mostre a seus amigos seu possível novo destino.